Estar bem com a própria aparência é essencial para a autoestima, pois influência diretamente nosso psicológico, emocional e convívio social. Por esse motivo, tem aumentado a procura por procedimentos para corrigir algumas imperfeições. Atualmente, existem diversas técnicas de cirurgia facial, feitas de diferentes maneiras e com objetivos específicos.

Desse modo, é fácil encontrar uma cujo resultado é aquele que desejamos. Por isso, listamos as 4 principais. Quer saber quais são? A seguir, você vai descobrir quais são elas e, ainda, vai entender como são feitas, qual é o resultado esperado e como é o pós-operatório. Confira!

  1. Técnica de cirurgia facial: Blefaroplastia

Trata-se da cirurgia nas pálpebras. Quando há flacidez, acúmulo de gordura ou excesso de pele na região dos olhos, o rosto fica com aspecto envelhecido. Também, há a sensação de um olhar cansado ou, até mesmo, triste. Isso porque os olhos ficam sem expressão.

A blefaroplastia é uma técnica de cirurgia facial simples e dura cerca de 1 hora. Em geral, é feita com anestesia local e sedação. Em seguida, o médico retira o excesso de pele, cauteriza a região com um bisturi elétrico e dá pontos na região. Alguns preferem utilizar adesivos cirúrgicos.

O tempo de internação é em torno de 8 horas e a recuperação é bem tranquila. A cirurgia deixa uma cicatriz bem discreta na dobra da pálpebra superior e logo abaixo dos cílios inferiores na pálpebra de baixo. Ou seja, é praticamente imperceptível.

  1. Rinoplastia

Essa é uma das técnicas de cirurgia facial mais conhecidas. Esse procedimento é indicado para a correção estética do nariz. Desse modo, há várias possibilidades: aumentar ou diminuir a largura do osso nasal, alterar a direção da ponta, melhorar o perfil, reduzir narinas grandes, entre outras.

O procedimento pode durar cerca de 3 horas e a permanência no hospital é curta. Em alguns casos o paciente pode ir para casa no mesmo dia. A cirurgia pode ser feita tanto com anestesia local quanto geral e não deixa cicatrizes aparentes. O curativo é feito com gesso e tampão e a recuperação é bem tranquila (entre 10 a 15 dias).

  1. Técnica de cirurgia facial: Lipoenxertia

Também chamada de preenchimento facial, é um procedimento que recupera o volume do rosto e, assim, promove o seu rejuvenescimento. Ele é feito com a gordura do próprio corpo e é muito eficaz para eliminar rugas e linhas de expressão. Além disso, também é muito eficaz para corrigir pontos que incomodam o paciente, como queixo muito pequeno, maçãs do rosto não marcadas, falta de contorno facial, entre outros.

O procedimento não é complicado. Primeiro, é retirada uma quantidade de gordura de áreas como abdômen, quadril e coxas. Em seguida, essa gordura é aplicada nos locais desejados com agulhas bem finas. Para isso, a anestesia pode ser tanto local com sedação quanto geral.

O pós-operatório é simples: o paciente deve evitar o sol e exercícios físicos por cerca de 15 dias. Após isso, pode voltar à rotina normal.

  1. Otoplastia

Essa cirurgia corrige a posição ou a proporção das orelhas. Ou seja, é indicada para quem tem as chamadas “orelhas de abano”, orelhas assimétricas, com deformidades de nascença ou adquiridas por causa de algum trauma.

Para essa cirurgia, a anestesia mais comum é local com sedação. O médico realiza um corte atrás da orelha e, em seguida, retira o excesso de pele e faz o ligamento da cartilagem. Os pontos de fixação ajudam a manter a nova anatomia. O tempo médio de internação é entre 8 a 12 horas. Há alguns cuidados no pós-operatório: nas primeiras 24 horas, o curativo é em formato de capacete. Depois desse período, é substituído por uma faixa de compressão que deve ser usada por aproximadamente 30

dias.

  1. Técnica de cirurgia facial: Deep Plane Facelift

O principal diferencial do Lifting Facial Deep Plane, como o próprio nome sugere, é a atuação em uma camada mais profunda dos músculos. Ela atua diretamente entre o sistema SMAS, ou Sistema Músculo-Aponeurótico Superficial, que provoca os sinais de envelhecimento facial e a camada muscular mais profunda, responsável pela expressão facial.

O principal objetivo do Lifting Facial Deep Plane está na liberação e reposicionamento das camadas musculares e de gordura, sem provocar tensão nos tecidos, resultando em uma aparência mais jovem e sem o aspecto de “pele esticada”.

Em geral, os ligamentos dos tecidos da face são liberados para um reposicionamento natural em todo o rosto e pescoço, restaura a forma e o volume das bochechas sem a necessidade da aplicação de preenchimento ou gordura. Também são liberados os ligamentos que prendem a mandíbula para que ela possa ser levantada, criando uma aparência de linha da mandíbula mais lisa e nítida.

Além da face, também é utilizada em conjunto com a cervicoplastia, permitindo um maior refinamento da área do pescoço e linha do maxilar com resultados mais duradouros.

Essas são as principais, mas há diversas outras técnicas de cirurgia facial. Isso significa que é possível encontrar uma específica para chegar ao resultado que você deseja. Por isso, é importante ficar por dentro dos principais tipos, conhecer como são feitos e quais são seus resultados.

Quer saber mais sobre procedimentos para o rosto? Então, não deixe de saber sobre a técnica Deep Plane Face Lifting, que oferece resultados incríveis.

Entre em contato! Será um prazer ajudar você nesse processo de retomada da auto-estima!