Lipoenxertia: descubra todos os benefícios

A lipoenxertia é uma técnica de cirurgia plástica, também conhecida como enxerto de gordura, muito utilizada para preencher e dar volume à certas partes do corpo, moldando a silhueta e, até mesmo, suavizando traços faciais e corporais. Não é à toa que tem feito tanto sucesso no universo da cirurgia plástica.

Ela consiste na utilização da própria gordura corporal retirada da paciente, purificada e aplicada para preencher e modelar outras áreas do corpo com as quais ela não esteja satisfeita. Por exemplo, é possível retirar o excesso de gordura abdominal para dar mais volume à face, restaurando o contorno e promovendo uma aparência mais jovem e harmoniosa.

Curiosa a técnica, não? Foi pensando nisso que fizemos este post explicar tudo o que você precisa saber sobre o procedimento e porque ela está entre as cirurgias plásticas mais procuradas nos últimos anos. Então, continue lendo e confira!

O que é a técnica de Lipoenxertia?

A lipoenxertia é uma cirurgia plástica que consiste na retirada de gordura de áreas do seu próprio corpo onde se encontra em maior quantidade, para a implantar de volta em áreas nas quais você deseja ter mais volume.

Após retirada, essa gordura passa por um processo de preparação, que inclui a centrifugação, separação e depois é filtrada por partículas de macro e nano fat, conforme a necessidade.

A retirada de gordura é mais comum em regiões como o abdômen, as costas e as coxas. E os locais mais comuns de sua reinserção são os glúteos, mamas, rosto e mãos.

Com a inserção da gordura nos locais selecionados, além do benefício no aumento de volume, com a filtragem, há também efeitos regenerativos garantidos na aplicação, melhorando a qualidade dos tecidos

Quando o procedimento é indicado?

O procedimento é indicado para pessoas que estejam insatisfeitas com a própria silhueta corporal desejando mais volume ou correção da flacidez em algumas áreas do corpo, assim como, para aquelas que tenham alguma deformidade, cicatriz ou sofreram perda de massa em acidentes, por exemplo. Também é uma técnica muito utilizada para restaurar o contorno e a forma jovem do rosto, bem como a firmeza natural da pele.

O quanto ela pode ser funcional em cada área do corpo?

A cirurgia é indicada em diversas partes do corpo, sendo as mais comuns:

  • lipoenxertia facial;
  • de glúteos;
  • de mamas;
  • de correção de sequelas ou deformidades congênitas.

Nesse último caso, a cirurgia pode ser feita em outras áreas menos comuns. Mas vale lembrar que em qualquer um dos casos, sua aplicação ou não depende da avaliação de um cirurgião plástico qualificado para o procedimento.

Quais são os benefícios da técnica?

A técnica traz muito mais que apenas benefícios estéticos, ela também ajuda no aumento da autoestima e, consequentemente, da qualidade de vida de quem opta por passar pelo procedimento. Além disso, em alguns casos, ela pode ser usada como alternativa à colocação de próteses de silicone, o que acaba também beneficiando o bolso da paciente e evita a inserção de substâncias estranhas ao corpo.

Quais os cuidados necessários no pós-operatório?

Assim como os exames pré-operatórios, o procedimento também requer alguns cuidados no pós-operatório para que os resultados sejam garantidos, lembrando que a recuperação poderá variar para cada caso e tipo de aplicação.

Alguns dos cuidados necessários são em relação à exposição ao sol, redobrando a proteção necessária. Já sobre exercícios e esforços físicos, a recomendação é suspender essas atividades por pelos menos 30 dias. Sobre o uso da cinta compressora, quase nunca se faz necessário, especialmente quando se trata da região da face.

Como você pôde ver ao longo deste post, a técnica pode ser utilizada para várias finalidades na busca por uma melhor estética tanto facial quanto corporal. É um procedimento seguro, no entanto, é necessário que seja realizado por um cirurgião plástico qualificado, em ambiente hospitalar e respeitando todos os cuidados pré e pós-operatórios para garantir que tudo saia como planejado na avaliação.

E agora que você já sabe o que é a lipoenxertia e, principalmente, entende a importância dela ser realizada por um cirurgião qualificado, entre em contato conosco agora mesmo e agende a sua avaliação.

 

 


Laser de CO2 Fracionado – saiba os benefícios no uso pós-cirúrgico

Você pode almejar encontrar a melhor versão de si e combater o envelhecimento da pele sem passar por cirurgias. Correto? Existem algumas práticas que tornam esses procedimentos mais seguros. Entretanto, também é possível contar com o laser de CO2, que tem a mesma finalidade e não é cirúrgico.

Além de auxiliar no rejuvenescimento da pele, esta técnica ameniza marcas de estrias e de acne e uniformiza o tom de pele. Por isso, esse procedimento pode ser adotado por homens e mulheres que almejam controlar esses incômodos.

Então, quer entender mais sobre o funcionamento do laser de CO2, cuidados pós-procedimento e muito mais? Continue conosco!

O que é o laser de CO2?

O laser de CO2 é um procedimento utilizado e querido de muitos pacientes interessados em resultados estéticos. Ele funciona ao aplicar o laser na região desejada, como rosto, pescoço, mão e colo, destruindo a camada mais superficial da pele e produzindo uma pele mais nova com o estímulo de colágeno, o que resulta nos benefícios citados no início do texto.

E ainda, ele é útil para preservar os efeitos de cirurgias faciais realizadas anteriormente. Para isso, o profissional que conduz a ação do laser de CO2 deve aplicar um creme anestésico na área a ser tratada e nos olhos. Tudo isso evita lesões no paciente e promove uma melhor recuperação pós-cirúrgica, contribuindo com o resultado final da cirurgia.

Como funciona a atuação do laser fracionado de CO2?

Percebeu como contar com essa técnica pode oferecer inúmeros benefícios a sua aparência física? Isso ocorre porque ele aquece a água da pele, destrói a envelhecida e constrói uma nova camada, incentivando a renovação natural da pele e proporcionando a recuperação de uma pele rejuvenescida.

Nesse sentido, saiba que existe a aplicação do laser de CO2 convencional e o laser fracionado de CO2. Este último é dividido em vários microfeixes de luz, similarmente a uma ducha. Essa aplicação pode ser levemente  incômoda no início, mas a utilização de anestésicos traz mais conforto ao procedimento.

A principal diferença entre o laser de CO2 fracionado, em comparação com o convencional, é que ele preserva micro ilhas de pele entre as que são queimadas, possibilitando uma recuperação bem mais rápida.

Como ocorre o pós-procedimento?

Depois que o paciente passa por esse procedimento é preciso redobrar os cuidados com hidratação e proteção solar. Assim, é indispensável evitar exposição solar e utilizar chapéus e outros tipos de proteção, para que o sol não cause manchas na pele.

Normalmente, os impactos na pele são percebidos até 4 ou 5 dias da aplicação do laser CO2. Nesse período, é normal que ela fique avermelhada, com um leve inchaço e até sofra com descamação. Após um tempo, já é possível notar a melhora na pele, especialmente após 20 dias do tratamento.

Além disso, saiba que pode ser necessário até 4 sessões para a pele atingir os resultados desejados. Isso depende do aparelho utilizado e a potência escolhida. Seja como for, saiba que todo tipo de pele pode ser contemplado com o procedimento, desde as claras até  as morenas.

Portanto, o laser de CO2 é útil para proporcionar uma pele mais saudável e preservada pós-cirurgias faciais. Dessa maneira, fica mais fácil encontrar a melhor versão de si e otimizar a autoestima com auxílio desse procedimento.

Quer agendar uma consulta conosco para avaliar o seu quadro e saber mais sobre o laser de CO2? Faça isso agora mesmo em nosso site!


Deep Plane Facelift – Resultados mais duradouros e harmoniosos

Na busca pela melhor versão de si, a cirurgia facial surge como um importante auxiliar. No caso da técnica Deep Plane Facelift, é o procedimento cirúrgico mais avançado no combate ao envelhecimento do rosto e proporciona resultados a longo prazo. Isso porque a sua atuação  é nas camadas mais profundas, como a própria tradução do nome para o português sugere.

Dessa forma, pessoas na faixa dos 40 anos já podem passar por esse procedimento, desde que seja recomendado pelo cirurgião plástico responsável. Nesse sentido, adiantamos que a prática não exige muito tempo de recuperação e, após 2 semanas, os resultados começam a ser notados.

Quer entender mais sobre os benefícios da técnica Deep Plane Facelift? Continue conosco e entenda porque essa cirurgia facial é a queridinha dos famosos!

Como funciona a técnica Deep Plane Facelift?

Conforme mencionado, a Deep Plane Facelift é uma cirurgia facial que ocorre nas camadas profundas da musculatura facial. Afinal, você sabia que não é apenas a pele que envelhece? Com o tempo, a musculatura também perde volume e sustentação, o que torna o envelhecimento mais aparente.

Então, o foco da técnica é reposicionar a musculatura do rosto para contornar esse incômodo que afeta muitas pessoas. Para isso, os profissionais devem efetuar uma dissecção profunda, liberando os ligamentos dos tecidos da face para um reposicionamento mais natural.

Além disso, a cirurgia também é uma importante técnica de rejuvenescimento, utilizada para redefinir sinais de beleza aparentes, como por exemplo, uma melhor definição da mandíbula, melhora na angulação do pescoço e otimização nas áreas mais cheias do rosto.

Assim, o paciente passa a ter uma aparência mais jovem, sem a necessidade de esticar a pele para combater rugas, flacidez e linhas de expressão.  Esse esticamento pode ser visto como artificial para muitos, o que torna os resultados insatisfatórios.

Quais são os benefícios da Deep Plane Facelift?

Percebeu que a Deep Plane Facelift é uma cirurgia facial com inúmeros benefícios? Isso ocorre porque ela é um procedimento avançado e foca em resultados mais duradouros e naturais. Logo, ela é  considerada superior a outras cirurgias estéticas com essa finalidade. Acompanhe mais sobre seus benefícios a seguir!

Maior eficiência

Como visto, existem outros procedimentos estéticos que visam combater o envelhecimento na pele. Os mais comuns envolvem o uso de preenchimentos, como o ácido hialurônico e botox, por exemplo. Assim, é possível combater flacidez, linhas de expressão e rugas, principalmente abaixo dos olhos e no bigode chinês.

Todavia, também por ser uma técnica que conecta a pele à musculatura da face, os resultados da Deep Plane facelift costumam ter um aspecto bem mais natural, eficiente e prolongado.

Menos impacto

Uma crítica frequente de quem opta pela realização de uma cirurgia facial é o impacto causado, como inchaços, hematomas e principalmente cicatrizes. Então, saiba que essa técnica traz menos impactos comparado a outros procedimentos. Esse é mais um diferencial e benefício da Deep Plane, isso porque não há separação entre a pele e o músculo, além de incisões precisamente posicionadas para minimizar a aparência de cicatrizes, proporcionando um resultado mais natural com cicatrizes praticamente imperceptíveis.

Rapidez na recuperação

Outra vantagem proporcionada pela Deep Plane Facelift é a maior rapidez com que os pacientes se recuperam. E ainda, a menor incidência de cicatrizes. Logo, é possível trazer muito mais satisfação, se comparado a outros procedimentos estéticos.

Em outras palavras, a cirurgia facial Deep Plane Facelift oferece inúmeros benefícios aos pacientes, principalmente na naturalidade dos resultados. Uma das maiores razões por trás disso é que ela acompanha os avanços tecnológicos, o que torna o processo otimizado.

Então, deseja agendar uma avaliação para saber se é o momento ideal de realizar a Deep Plane Facelift? Entre em contato conosco agora mesmo!


Cirurgia após os 50: conheça as mais indicadas

Cirurgia após os 50: conheça as mais indicadas

O avanço da idade é bastante sentido na aparência física, que passa a ter mais marcas de expressão e rugas. Para muitas pessoas, essa transformação no físico serve para contar histórias da passagem de tempo e, por isso, merecem permanecer. Por outro lado, existe quem busque técnicas de cirurgia facial para contornar essas mudanças.

Afinal, é possível que elas interfiram na autoestima e na autoconfiança da mulher. Assim, saiba que não existe nada de errado em envelhecer e aceitar esse processo. Do mesmo modo, procurar por procedimentos cirúrgicos para minimizar os efeitos do envelhecimento também não é errado. O mais importante é buscar sempre a melhor versão de si e se sentir bem.

Pensando nisso, listamos as cirurgias faciais mais indicadas para pessoas acima dos 50 anos e que você pode se interessar para combater os sinais da idade. Confira!

Blefaroplastia

A blefaroplastia consiste na correção da região das pálpebras, uma das áreas mais afetadas pelo avançar da idade. Não é à toa que esse tipo de cirurgia plástica é a terceira estética mais popular no Brasil, atrás da lipoaspiração e da mamoplastia.

Assim, quem optar por esse procedimento pode ter a flacidez e o excesso de gordura na região diminuídos. As cicatrizes desenvolvidas nesse processo ficam quase imperceptíveis nas dobras das pálpebras. Logo, esse é mais um motivo para optar pela blefaroplastia.

Deep Plane Facelift

A técnica deep plane facelift é considerada uma das técnicas cirúrgicas mais avançadas e inovadoras de rejuvenescimento facial. É uma cirurgia que reposiciona as camadas mais profundas da musculatura e gordura do rosto para trazer uma aparência mais jovem e natural.   Afinal, mexer apenas com a pele pode não oferecer resultados duradouros e ainda causar a sensação de pele esticada, uma queixa de muitas pessoas.

Outro ponto positivo da técnica deep plane facelift é não precisar de muitas incisões e a cicatrização ser mais simples, comparada à técnica comum. Tudo isso porque não há a separação entre pele e músculos, o que proporciona uma recuperação mais rápida,com incisões estratégicamente posicionadas, para que fiquem praticamente imperceptíveis.

Lifiting de sobrancelhas

Outra característica comum do envelhecimento é as sobrancelhas se tornarem caídas devido à flacidez da pele. Por isso, existe o lifting de sobrancelha, uma cirurgia facial que levanta essa região. Em alguns casos, isso ocorre com auxílio de videoendoscopia.

A partir dele, é possível reposicionar os músculos da região que tornam a área caída. Os cuidados pós-operatórios são básicos, como evitar encostar a sobrancelha em qualquer superfície e evitar a exposição solar.

Lifting Labial

Outra cirurgia facial muito buscada entre mulheres acima de 50 anos é o lifting labial. Ela tem como função a correção da queda natural do lábio superior, que tende a perder sustentação com o passar dos anos, o que contribui para uma aparência mais envelhecida.

Então, para corrigir isso o procedimento pode ser simples e até mesmo contribuir com um volume adicional ao lábio, já que o levantamento do lábio superior proporciona mais volume, expondo mais os dentes superiores e um sorriso mais harmonioso.

Além dessas, existem outras cirurgias faciais muito procuradas para quem tem mais de 50 anos. É o caso do mini lifting, lifting facial e outras. Se sentir necessidade de optar por algum desses procedimentos, lembre-se que o foco deve ser sempre a busca pelo seu bem-estar, e lembre-se: sempre procure um cirurgião plástico com cadastro ativo no Conselho Regional de Medicina e com habilitação para a área de cirurgia plástica.

Quer saber como podemos ajudá-la a colocar em prática os procedimentos citados? Entre em contato conosco para agendar sua consulta e descubra!